Objetivos do Desenvolvimento Sustentável nos currículos

19/09/2018 | Conviva Educação

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas são um acordo internacional com 17 objetivos para serem atingidas até 2030 – entre eles, há um específico sobre educação. Eles indicam quais direitos necessários para uma vida sustentável, como direito à educação e igualdade de gênero, e as condições para que eles sejam possíveis, como redução da fome e das desigualdades.

A responsabilidade de secretarias e escolas para o alcance desses objetivos é grande. Rebeca Otero Gomes, coordenadora do setor de educação da Unesco no Brasil, afirma na entrevista abaixo que os ODS só se tornarão realidade se forem incorporados aos currículos dos municípios e estados, e se houver acompanhamento do trabalho em sala de aula. Abaixo, leia a entrevista na íntegra, assista aos vídeos e saiba como contribuir:

 

Os estados e municípios estão elaborando seus currículos de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Por que incorporar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) nesses documentos?

Rebeca – Neste momento de elaboração ou ajuste dos currículos a partir das orientações da BNCC, os ODS devem ser levados em conta por sua relevância: eles favorecem o cumprimento de direitos humanos fundamentais, o trabalho interdisciplinar e transversal, e permitem a relação com os objetivos de aprendizagem.

 

De que forma essa construção desse ser realizada?

Rebeca – A elaboração do currículo deve ocorrer com a participação da comunidade escolar – e não ser um processo exclusivo da secretaria. Os envolvidos devem conhecer os conceitos que permeiam os 17 objetivos que compõem os ODS, como agricultura sustentável, igualdade de gênero, energia limpa e acessível, infraestrutura relacionada à inovação da indústria ou erradicação da pobreza.

No momento de elaborar o currículo, as equipes devem relacionar os objetivos de aprendizagem da BNCC com os ODS, verificar o que já tem sido feito atualmente no município, o que deve ser mantido ou incrementado no trabalho atual. É também importante que as propostas sejam incorporadas nas diversas disciplinas, mantendo a coerência de abordagem também ao longo dos anos.

 

Quais os passos seguintes?

Rebeca – Com o currículo pronto, é essencial a adaptação dos projetos político-pedagógicos e a formação dos professores para que as orientações façam parte da rotina. Em seguida, as secretarias podem encabeçar o acompanhamento do que está sendo realizado de fato nas salas de aula. Ao verificar as boas práticas, é possível promover uma troca de experiências entre escolas e municípios. As dúvidas e desafios também precisam ser explicitados coletivamente para que todos possam crescer e encontrar apoio.

 

Como a Unesco pode colaborar com os municípios na incorporação dos ODS nos currículos e na formação dos educadores?

Rebeca – A publicação “Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: objetivos de aprendizagem” (disponível na Biblioteca do Conviva neste link) elaborada pela Unesco é um material de apoio na construção dos currículos. Ele porque mostra as competências-chave necessárias para se alcançar a sustentabilidade, como antecipatória, normativa, estratégica, de colaboração, pensamento crítico, autoconhecimento, resolução de problemas integrados e pensamento sistêmico. O documento também indica exemplos de objetivos de aprendizagem nas áreas cognitivas, comportamental e sócio emocional nos diferentes ODS.

Também indico que as secretarias interessadas em apoio para elaboração do currículo ou formação podem entrar em contato conosco pelo e-mail brasilia@unesco.org ou pelo telefone (61) 2106-3500 e pedir pelo setor de educação.

Notícias Relacionadas